domingo, 30 de novembro de 2014

As pessoas são assim



As pessoas fingem te ajudar. Fingem que estão ao seu lado. Mas na verdade, o que elas realmente querem é tirar proveito de alguma forma. Infelizmente é assim que o mundo é, e sempre será. 


Continue abrindo a mente!




De repente 21


Mais um domingo raia, sol trazendo um dia monótono e sem graça. Preguiça exalando, costas doendo por uma posição incomoda ao dormir. Ventilador rodando, quarto bagunçado, olhar fosco. Mais um dia de vida ou menos um?

O tempo passou. Ai alguém pergunta sua idade. 21, 21 anos. O tempo está passando e nada de diferente acontecendo. As mesmas coisas. Uma rotina, como um avião deixado no automático ao esbarrar em nuvens cheias de água. O interessante é que as coisas podem mudar, basta esse avião se chocar em uma montanha que se esconde nas mesmas nuvens.

Lembro que até pouco tempo atrás, eu poderia mudar o mundo (sim, assim como o Renato um dia disse). Mas agora, essa vontade e coragem foi embora. A esperança de ajudar as pessoas bate com a vontade de se ajudar. Mas a pergunta de como impede os planos de saírem do papel.

Acho que eu não sou aos 21 como eu imaginava que seria quando tinha 15, nem aos 18, tampouco aos 20. Porém, de nada adianta chorar as águas passadas. Agora é hora de jogar fora as coisas que não farão falta, olhar para frente e lutar por um futuro próspero. Isso porque o futuro é um desenho do presente. E afinal, não adianta reclamar da vida, porque quem a faz é você mesmo.  


Continue abrindo a mente!

Any

Esperança Incoerente

A maldição de Jean