sábado, 11 de março de 2017

Confiança?

Ele morava em uma casa em um bairro afastado no interior de São Paulo. Trabalhava e se enfiava em seus gostos particulares. Entre esses gostos para lá de peculiares, tinha uma tara: era um assassino em série.

Nunca havia confiado em ninguém, e sempre que fazia seus assassinatos, tudo ocorria conforme o planejado. Com o tempo, passou a perceber que não tinha graça em apenas instaurar o medo e não ser reconhecido.

Um dia resolveu fazer duas coisas que nunca havia feito antes: revelar seu segredo mais íntimo e confiar em alguém. A culpa não foi dele, ele sentiu conforto e acreditou que a sua nova paixão entenderia o seu gosto especial.

Ela não teve, ligou para a polícia e ele foi preso em menos de um mês. 85 homicídios. Chegando na cadeia, foi brutalmente assassinado no primeiro dia por um irmão de uma de suas antigas vítimas, e sua morte foi, no mínimo pornográfica.

Moral da história: Não confie.

Nenhum comentário: