sábado, 15 de abril de 2017

Como anda a sua leitura?



Terminei mais um livro do Bukowski, chamado Factótum, é muito bom, logo mais faço um post sobre. Mas estive pensando como a leitura foi importante na minha vida profissional e pessoal.  Meu primeiro livro, devorei aos 13 anos, foi Rei Arthur, em seguida li Os três Mosqueteiros, O Alquimista do Paulo Coelho e assim começou o vício, um vício pra lá de saudável.

Sabia que em algum lugar, tinha um caderno com a quantidade de livros que eu tinha lido até 2011. Encontrei, mas infelizmente não tem detalhado cada livro que li. Hoje tenho tantos livros espalhados pela minha estante (sei que tá uma zona) e difícil é encontrar um livro que aqui não li (Me orgulho disso <3).

Até o final de 2011, li 57 livros na vida. Lembro que conversava com uma garota sobre a quantidade de livros que tinha lido, acho que tinha falado entorno de 110 ou 120, mas descobri que estava enganado. Desde 2016 eu tenho uma tabela, e por acaso 2016 foi o livro que menos li na vida, apenas 14 livros no ano. Esse ano está uma verdadeira bosta também, contando apenas 4 até agora.

Em 2012, foi o ano da Veterinária, não tenho nada anotado, mas por minhas contas li entorno de 20 livros. 2013 foi talvez o ano que mais li na vida, tinha que ler 6 livros por semestre para o curso de Jornalismo, só para a faculdade li 12 e sempre segui a ideia de ler dois livros ao mesmo tempo, presumo que tenha sido 24 ou 25 livros, já que em dezembro costumo ler um pouco mais.

2014 eu tenho anotado, foram 17 livros e 2015 mais 15. Fazendo os cálculos por cima, li 152 livros na vida, talvez um pouco a mais, talvez um pouco a menos.  Já que estou nessa, penso em fazer uma lista do meu #TOP5, nessa escala coloco:


TOP 5 LIVROS QUE LI NA VIDA

1 – Mulheres – Bukowski
2 – Ele está de Volta – Timur Vermes
3 – O jogo: A Bíblia da Sedução – Neiul Strauss
4 – Veronika decide morrer – Paulo Coelho
5 – Um estudo em vermelho – Conan Doyle


#ATENÇÃO: PODE SER QUE CONTENHA SPOILER

Mulheres: O Buko está na lista por sua forma debochada de escrever. Fora que é interessante analisar como ele lida com a mulherada. No final, o livro fala mais dos seus problemas com o sexo feminino do que das mulheres em si. Mas vale a leitura, demais, demais.

Ele está de volta: se você viu o filme, sinceramente, você está perdendo a qualidade do livro. O filme segue uma ideia totalmente diferente da do livro. Mas imagine: Hitler de volta e vira youtuber, tentando trazer os ideais nazistas. O interessante dessa sátira é que ela levanta uma questão: Hitler foi um líder que levou a Alemanha ao extremismo ou a Alemanha era extremista e procurava um líder assim?

O Jogo: Rapaz, esse é pesado. Mas infelizmente, mostra como os relacionamento sociais são. Para quem conhece “O Jogo”, sabe que existem inúmeros especialistas que trabalham na arte de pegar mulher. Neiul se infiltrou no mundo obscuro dos jogos sociais e mostra como funciona os viciados nesse jogo. É triste, mas mostra que quando você é um cara que joga e segue ideais como “não dar atenção demais”, “se tornar atraente” e blá blá blá, você consegue conquistar as mulheres. É do subconsciente. Agora quando você é um cara legal, atencioso e tals, você sempre vai levar um pé na bunda (EXPERIÊNCIA PRÓPRIA: NÃO SEJA BONZINHO. NÃO SEJA!).

Veronika decide morrer: Você dá valor a sua vida? Essa é a principal dúvida levantada pelo meu queridinho Paulo Coelho.  Veronika tenta se matar e fica em um hospício esperando a morte. Aí ela descobre que a vida é muito importante para colocar um fim a ela. Enfim, a ideia é essa: “O que você faria se soubesse que tem uma doença terminal?”.

Um estudo em vermelho: Primeiro livro do detetive mais charmoso do mundo. Um Estudo em vermelho é detalhista, amarrado e incrível. Vale a leitura, principalmente quem gosta de um enredo misterioso e cheio de ação.


Tabela de leitura

Mais de 150 livros é o que poucas pessoas vão chegar na vida. Eu sei disso, mas também sei que para poder finalizar meu livro, preciso muito de INPUT, que é abstrair informações e cultura de qualidade para depois fazer o OUTPUT: escrever.

Enfim, para chegar nesse número, que eu considero um bom número, utilizo a técnica de tabela de leitura. Basicamente, consiste em você anotar o nome do livro, quantidade de páginas e autor e quantificar isso por meses, anos, etc. De imediato, pode parecer robotizado fazer isso, mas qual é, é apenas uma forma de saber como está seu rendimento na leitura.


MÊS
LIVROS LIDOS
PÁGINAS LIDAS
MÉDIA/DIA
JANEIRO
0
0
0
FEVEREIRO
1
111
3,94
MARÇO
3
622
20,06
ABRIL




MAIO



JUNHO



JULHO



AGOSTO



SETEMBRO



OUTUBRO



NOVEMBRO



DEZEMBRO



TOTAL
4
733
8,14 (até o final de março)         
Média de pg/mês:  244,33

Média de livro/mês: 1,33
Média de pg por livro:183,25



Veja também!



Nenhum comentário: