quarta-feira, 12 de abril de 2017

Já foi

É triste deduzir as coisas. É difícil. Mas meu poder de dedução e análise temporal sempre esteve ao meu lado. Você, apenas me usou para passar por uma dor de término de relacionamento. Digo isso porque em momento algum, se esforçou para ficar comigo.

Lembra de todas as vezes que se estressou, você disse que era por causa do seu ex e bla bla bla. Tentou um diálogo sobre ficar com outras pessoas e alegou ser impulsiva. Acho a traição uma coisa imbecil, não pelo fato do ato em si, mas de colocar uma coisa emocional em jogo. Não somos animais, você pode aceitar ou não.

Você tentou me colocar como um estepe. Desculpa, não aceito isso. E além disso, sempre preferiu estar sozinha, assim que de alguma forma sua dor passou. Analisando friamente, apesar do que a gente tenha passado, foi legal. Você nunca se importou verdadeiramente comigo.

Talvez tenha sido um capricho seu. De alguma forma você realizou esse capricho. Obrigado por me usar como um capricho. Ok, isso foi sarcástico. Mas você não tem o porquê de se senti mal com isso. Essa é a vida, às vezes usamos, outras somos usados.

Só acho que você poderia ter falado a verdade, e não vindo com aquele lenga lenga de vou te procurar e gosto de você. Sério, isso machuca. Posso estar errado e precipitado. Mas vamos falar a verdade, se você se importasse comigo, daria um jeito de falar comigo, mesmo após meu xilique de excluir você de todas as redes sociais.

É, você não se importou. Então tudo bem. Guardo as coisas boas e que assim seja. No final, você só vai ser uma boa memória lá no fundo do meu peito. Queria que fosse mais, mas não vou ficar me enganando nem remoendo. Já foi.

Nenhum comentário: