segunda-feira, 17 de abril de 2017

O fim? Não creio

Eu sabia que isso ia acabar acontecendo. De  alguma forma, eu previ. Minha intuição é muito forte para esse tipo de coisa. O que você não sabe, é que sempre fui um jogador nato. Não sou bom com todas as pessoas que me relaciono. Na verdade, evito relacionamentos há muito tempo.

Quando terminei meu namoro longo, fiquei dois anos sem me relacionar com ninguém. Nesse período, o que fiz foi jogar. Infelizmente ou felizmente, sabe deus. Depois do meu relacionamento mais conturbado e a primeira pessoa que deixei de jogar socialmente, acabei tendo problemas entre quatro paredes, que você sabe bem qual é.

O fato é: com você eu não joguei. Fui a melhor pessoa que eu poderia ser. De imediato, achei ótimo você ter passado por minha vida, porque você é uma pessoa fascinante, e não me importo em fazer o bem para quem vale a pena.

O problema é que você usou do artifício das meias verdades.  Usar uma pessoa para matar carência não é legal. Sério, isso machuca. Não guardo mágoas, mas fica um Q de ressentimento porque você disse muitas coisas que não precisavam ser ditas.

Aí o sentimento é paradoxal. Ao mesmo tempo que adorei estar ao seu lado, me senti usado como um copo descartável. Mas sei lá, talvez seja algo de momento, e vai passar logo.

Não te odeio, não tem como odiar. E nunca vou te julgar. Afinal, cada um sabe o que é bem para a sua vida. É uma pena que eu não posso ser esse bem. Primeiro,  acho muito estranho uma pessoa dizer que não sente nada pela pessoa x e voltar com essa pessoa. Segundo, pelo simples fato de pedir para eu esperar, e algumas semanas depois, simplesmente voltar com o ex.

Não é mágoa, é apenas uma análise. Apesar de ter sido legal passar esse tempo contigo, ser usado não é nada legal. E sério, eu tava tão de boa, e você forçou a barra. E isso não se faz.

Mas paciência, não vou ficar chateado contigo. Vou guardar sempre os momentos bons. Mas isso me faz refletir como as pessoas podem ser ruins, mesmo sendo tão boas como você é.

Então, é isso. Não tenho rancor algum de você. E nunca vou dizer nunca, até porque não sabemos o que vai acontecer daqui a uma hora, quem dirá daqui um mês ou ano. Mas fica a dica: não use as pessoas, isso é a pior coisa que você pode fazer.

E o que diferencia uma pessoa boa de uma ruim são os atos. E quando você se acostuma a fazer coisas ruins, aos poucos sua bondade é apagada. E você tem um brilho de uma Elfa, não faça isso com você.

No mais, seja feliz e se encontre. Você merece. E nunca vou te esquecer. E mesmo que eu seja totalmente incoerente ao finalizar o texto assim, vou finalizar. Quando disse que iria te esperar, não eram palavras vagas.

Mas não vou ficar remoendo nada. Se um dia você sentir vontade de falar comigo ou quem sabe tentar algo. Estarei te esperando. Só não sei onde e como. Mas como a minha intuição geralmente não falha, não acredito que a nossa história tenha terminado.

Você querendo ou não. Eu tenho uma intuição desgraçada. Talvez seja um defeito de fábrica, veio junto com a loucura e impulso e como meu amigo disse: “Você se encaixa em todos os quesitos bipolares que eu estudei em psicologia”.

No mais, a única coisa que posso afirmar. É que apesar de todos os pesares, eu te esperarei. Tipo aquela música do Luan Santana, 10, 20 30 anos, hahaha.

Fique bem, minha princesa. Quando disse que a amava, não era da boca para fora. Te amo de verdade.


Veja também!






Nenhum comentário: